Antes mesmo de adquirir um drone profissional, eu já admirava o trabalho de outros fotógrafos aéreos que muitas vezes dependiam do aluguel de helicópteros e aviões para capturar suas paisagens. Passava horas pesquisando locais e ângulos que seriam mais admirados se fossem do alto, vendo e revendo fotos antigas e planejando o dia em que eu teria o poder aquisitivo para alugar uma aeronave e poder reproduzir todas as imagens que tinha em mente. Quando os drones começaram a ficar populares fora do Brasil, comecei a admirar esta tecnologia incrível e assim que foi possível, comprei um DJI Phantom 3, que foi o meu primeiro drone.

 

Em mãos, e com prática, comecei a fotografar navios de cruzeiros e paisagens ao redor do mundo e a também dar os meus primeiros pulos em edições de vídeo. Foi quando surgiu a oportunidade de adquirir o meu segundo drone, também da marca DJI: Um Inspire, na época o aparelho mais profissional e avançado que existia, uma verdadeira máquina de tirar fotos e capaz de suportar condições atmosféricas mais eficientemente. Todo esse poder profissional vinha com um ponto negativo, que é o tamanho gigantesco deste modelo, do tamanho de uma grande mala.

 

Com a criação dos modelos compactos e dobráveis, fiz a transição novamente para o terceiro drone, adquirindo um DJI Mavic Pro, o qual foi usado para quase todas as fotos mais recentes e atualizadas deste site. Embora não atue mais como fotógrafo profissional, ainda utilizo o mesmo como um hobby e para cobrir pequenos projetos locais.

 

Esta é uma pequena história, parte da minha carreira profissional.

Espero que tenham gostado, e caso queira saber mais, basta entrar em contato.